top of page

Por que as pessoas trocam de emprego?



83% dos empresários têm objeção em contratar candidatos que ficam somente dois anos ou menos em seus empregos. Instabilidade na carreira é muito mal vista e ninguém quer investir tempo e dinheiro em um colaborador que não traga uma certeza de permanência.

Mesmo assim, muitos profissionais “bem empregados” continuam trocando de emprego, sem se preocupar com o histórico profissional que se forma.

Por quê?

As respostas mais ouvidas são: “O salário é pouco; as responsabilidades são muitas; o superior direto é incompetente e inseguro e impede meu crescimento profissional; o ambiente de trabalho é demasiado competitivo; falta reconhecimento, etc...”

Então, existem motivos reais para que as pessoas procurem novos empregos.

Mas, cuidado!  Os riscos em mudar de emprego também existem e são grandes. Muitas pessoas, ao aceitarem uma oferta sem analisar os riscos da troca, perdem o trilho da carreira e sofrem sucessivas demissões depois de um longo período de estabilidade.  A troca de emprego deve ser sempre estratégica. Você deve traçar seu objetivo de carreira para ter sucesso. Se o seu atual emprego atende as suas expectativas de crescimento fique e negocie para não sair.

Se existem poucas oportunidades de crescer após dois anos de casa, seja agressivo e procure seu sonho no mercado de trabalho.

Sugiro que você siga as seguintes regras para avaliar as ofertas de trabalho, antes de aceitá-las:

1- Se você não tiver pelo menos 30% de aumento em sua remuneração, esqueça a proposta....

2- Não mude de emprego lateralmente, ou seja, para ocupar o mesmo cargo com as mesmas responsabilidades na nova empresa.  Antes de aceitar um novo emprego, leve em consideração se essa mudança te oferece uma promoção, um cargo com mais responsabilidades e possibilidades de desenvolvimento.

3- Verifique a estabilidade financeira da empresa que está oferecendo o trabalho. Lembre-se: As empresas praticam o first in first out, ou seja, os mais recentes são os primeiros a sair.

4- Não aceite uma oferta se você estiver menos de 2 anos em seu atual emprego. Estabilidade acontece somente depois desse período.

5 – Não decida nada movido apenas pelo emocional, tentando “se vigar”  do atual patrão ou superior imediato, aceitando qualquer oportunidade que lhe oferecem. Ninguém é insubstituível e quem estará se arriscando, é você.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page